Menu com sub-itens

banner

Projetos

LABORATÓRIO DE BRINQUEDOS E JOGOS (LABRINJO)

O Laboratório de Brinquedos e Jogos (LABRINJO) destina-se ao fortalecimento do vínculo entre teoria e prática pedagógica e o conhecimento da realidade brasileira na área de brinquedos e materiais pedagógicos. Um projeto que mobilizou reflexões e estudos sobre a importância do jogo, do brinquedo e da brincadeira. O LABRINJO é um laboratório de pesquisa, de extensão universitária e de formação dos alunos do Instituto de Educação Física e Esportes (IEFES) e de outros educadores como um todo, o LABRINJO especializou-se no estudo e pesquisa de jogos, brinquedos e materiais lúdicos, no aperfeiçoamento da qualidade da formação metodológica do professor e pesquisador. O LABRINJO vai desenvolver regularmente suas atividades buscando atuar de maneira integrada tanto no que diz respeito à sua equipe de professores, alunos e parceiros, quanto atendendo ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Utiliza-se de metodologias que primam pela reflexão e vivência buscando a transformação social nos grupos participantes, favorecendo os processos de conscientização como “seres” no mundo e “cidadãos” do mundo.




BRINQUEDOTECA DE PESQUISA E LAZER


A Brinquedoteca de Pesquisa e Lazer do Instituto de Educação Física e Esportes (IEFES) na Universidade Federal do Ceará (UFC) tem como objetivo principal ser um espaço de lazer e de formação acadêmica dos alunos da UFC. Este espaço é um ambiente lúdico que tem magia, encantamento e alegria, no qual a criança se sente livre para brincar de forma desprendida, liberando suas emoções por meio das ações lúdicas. A missão da brinquedoteca apresenta-se em três perspectivas. Na primeira é de momentos especiais, ricos e transformadores, é um solo fértil e apropriado para o nascimento de um novo homem, um homem melhor capaz de construir um novo mundo. Um mundo onde a afetividade é acolhida a sensibilidade é cultivada, a criatividade estimulada, a solidariedade é praticada, onde a humildade é uma virtude e os direitos da criança respeitados. São elementos indispensáveis na formação humana. Mas a criança deve vivenciar a brinquedoteca utilizando do seu livre arbítrio, da vontade e do desejo próprio como também pelo prazer de jogar, ou de encontrar e reencontrar os amigos, são estes elementos que serão norteadores da ação lúdica. E na segunda perspectiva, tem como missão o resgate e exercício da cultura popular, assim como a participação da comunidade e lideranças nos processos que envolvem a ludicidade e a relação de trocas de vivências, partilhando as experiências de ontem como o hoje. Neste sentido, esta perspectiva valoriza a história da ludicidade de família (os pais, os avós etc.) e de suas criações de jogos, brinquedos e brincadeiras, que podem ter na brinquedoteca um local adequado para realizar tais vivências entre as gerações. E finalmente na terceira perspectiva, a brinquedoteca tem como missão ser um instrumento mediador e catalisador de pesquisa no campo da pedagogia, psicologia e outras áreas do conhecimento humano que buscam uma melhor compreensão sobre o brincar e suas relações com o desenvolvimento social, cognitivo, afetivo, físico-afetivo e ambiental.






BRINCAR NA UFC



O Brincar na UFC: um direito de todos é um evento comemorativo do Dia Internacional do Brincar. Este dia faz parte do calendário universitário da Universidade Federal do Ceará (UFC) onde realizamos um grande festival lúdico no Instituto de Educação Física e Esportes (IEFES). Este dia foi criado pela ITLA (International Toy Library Association), já há alguns anos o mês de maio tem sido consagrado à comemoração lúdica e à valoziração do brincar em diferentes países do mundo, inclusive no Brasil.

BRINCAR PARA INCLUIR(BRINQUEDOTECA)





O projeto brincar para Incluir é uma ação lúdica de intervenção realizada na Brinquedoteca de Pesquisa e Lazer do Instituto de Educação Física e Esportes – IEFES da Universidade Federal do Ceará – UFC. O projeto é um espaço lúdico de inclusão onde as crianças portadoras de deficiências manifestem seu brincar de forma espontânea e livre. O objetivo deste trabalho é de compartilhar as intervenções lúdicas com os grupos especiais: Deficiência visual; Baixa visão; TEA; Múltiplas Deficiências; Paralisia cerebral; Cadeirante; Surdo; Síndrome de Down; TDAH; Déficit intelectual: leve, moderada e grave, Distúrbio Bipolar, entre outros.







CELULA - Desenvolvido por Prof. Dr. Marcos Teodorico Pinheiro de Almeida e equipe.